E o Brasil contra ataca – A visão de um brasileiro morando na França

4_17_2013_Brasil_contra_ataca

Como era de se esperar os brasileiros não conseguiriam ficar quietos diante da visão de Olivier Teboul em relação às nossas particularidades. Assim como no primeiro texto, não concordo com tudo, mas vale e é divertido. Como também era previsível a primeira afirmação se refere aos famosos banhos dos franceses, ou à falta deles…

Se ele tiver razão em tudo que diz, acho que os franceses não levarão tão na esportiva quanto nós, ou alguns de nós. Fiquei surpresa com a quantidade de gente que se doeu pelas observações. Para mim foi apenas um texto divertido e como qualquer comédia, andou de mãos dadas com o exagero. Mas até isso o próprio autor deixou claro.

Só tenho duas observações a fazer. Que Deus realmente deve ser brasileiro, pois se tivesse colocado um argentino para fazer as mesmas observações, provavelmente estaríamos entrando em guerra. E que no final, nada melhor do que estar em casa! Divirtam-se

O texto a seguir é de Antonio Souza Neto

Curiosidades sobre a França

“Olá a todos,

Esse post foi motivado pelo muito interessante post de Olivier, um francês que mora no Brasil. O polêmico post cita algumas características brasileiras na sua visão. Como morei 3 anos na França, senti vontade de escrever o outro lado. Ou seja, a visão de um brasileiro sobre a França.

Gostei muito de ter vivido na França, e quero deixar claro que esse não é um post ofensivo, mas apenas uma visão bem humorada sobre as diferenças culturais.

Vamos lá:

1.É mentira que franceses não tomam banho, eles tomam sim, mas nunca mais que um por dia, mesmo que seja verão e esteja fazendo um calor enorme.

2.Os franceses não utilizam desodorante e também não se importam com o cheiro de sovaco dos outros. Um bom exemplo é o ‘cheirinho de soirée’ (festas francesas)onde as pessoas transpiram muito e ficam fedendo, mas ninguém se importa.

3. Os franceses não lavam a mão antes de comer, nem depois de ir ao banheiro. Mesmo se ele tem uma classe social ou cargo alto. Na maioria das casas, há uma porta para a privada e outra para o chuveiro, sendo que Apia sempre fica no mesmo espaço que o chuveiro, impossibilitando o uso por alguém que tenha acabado de usar a privada, caso alguém esteja no banho. Ou seja, é para lavar as mãos depois de tomar banho, mas nunca depois de fazer xixi ou cocô.

4. Na França as pessoas não escovam os dentes depois das refeições e fumam muito. Isso justifica porque pessoas com 40 anos já têm os dentes todos estragados.

5.Na França,o transporte em geral funciona muito bem. Essa foi a maior diferença positiva que senti em relação ao Brasil. As estradas são ótimas. Os metrôs funcionam bem. E a rede de trens rápidos que

Liga as cidades da França é muito boa. É possível que o transporte na França seja o melhor do mundo, ou um dos melhores.

6. O metrô de Paris fede a esgoto. Mas dizem que o esgoto de Paris é turístico, então essa deve ser a razão.

7. A alimentação na França em muito saudável. Todos comem bastante salada e há poucos obesos.

8. A comida da França é muito boa, principalmente os queijos e molhos de diversos tipos.

9. A carne de boi na França, no entanto, é horrível. Eu tenho uma teoria sobre isso: Como a indústria do leite é muito forte na França, acho que todas as vacas servem para fornecer leite, e todos os bois para reproduzir as vacas, para nascerem novas vacas e produzirem mais leite. Assim, o boi ou a vaca só vão para a sua mesa quando morrem de velho.

10. Os franceses são muito educados com as palavras, mas não com os gestos. É muito comum ver alguém dizer ‘Pardon’ enquanto te empurra de propósito numa estação de metrô ou qualquer outro lugar cheio.

11. Dizem que a maioria dos brasileiros deixam tudo para a última hora. Fato. Os franceses se dividem em dois grupos: Uma parte é muito disciplinada e organizada e faz as coisas pouco a pouco evitando estresses no último momento. A outra parte não gosta de trabalhar e vive às custas do estado, recebendo dinheiro de órgãos como o CAF.

12. É lenda que os franceses não respondem se você pedir informação em inglês. Pelo menos os jovens de grandes cidades se esforçam para te dar informações em inglês e até mesmo em espanhol.

13. O sotaque dos franceses falando inglês é muito feio, eles falam como se estivessem falando em francês mesmo.

14.As filas não são respeitadas na França, vi diversas vezes pessoas furando a fila.No Brasil se alguém fizer isso é linchado, acho que por isso que não fazem.

15. As eleições na França ainda são manuais, e muitas vezes tem contagens duvidosas, principalmente nas pequenas cidades.

16. O sistema bancário é muito ruim. Se você depositar dinheiro na boca do caixa, o dinheiro só entra na sua conta cerca de dois dias depois. Frequentemente você verá taxas de serviços que não pediu no seu extrato também. O banco pela internet tem pouquíssimos serviços, e para pagar seus impostos e muitas outras coisas você é obrigado a ir fisicamente ao banco.

17.As operadoras telefônicas conseguem ser piores que no Brasil. Cometem muitas falhas. Te obrigam a aderir a serviços que você não pediu e te deixam foras esperando no telefone para resolver qualquer probleminha simples. As lojas físicas não resolvem problemas.

18. As pessoas se vestem bem na França, mas vestem a mesma roupa mais de 10 vezes sem lavar. Muitas vezes só usam uma roupa todos os dias da semana.

19. Os franceses costumam ser muito fechados e é muito difícil entrar em um grupo de amigos já fechado. A única exceção é quando bebem. Um francês bêbado que você acabou de conhecer vai dizer que você é o melhor amigo dele, mas no outro dia nem vai lembrar quem você é.

20. Quando há sol, os franceses se atiram sobre a grama e podem ficar horas assim. Eu achei isso muito estranho quando cheguei, mas entendi depois que passei por um inverno horrível e então na primavera lá estava eu também, atirado sobre a grama.

21. Os franceses fumam muito, e jogam as bitucas de cigarro no chão.

22. A música francesa antiga é muito boa, mas a atual é muito ruim. No entanto, os franceses não costumam avaliar as músicas pela qualidade, mas sim se ela é nova ou não. Assim, ao ouvir uma música antiga, mesmo que boa, eles vão dizer “Baaahh, isso é velho“.

23. Na França as pessoas costumam sair de casa cedo, quando vão à universidade. Isso é bom por um lado, já que você pode ganhar independência rapidamente, fazerapéros em casa (reunião com amigos para beber algo antes de sair para a balada) etc. Por outro lado, sinto que as famílias são menos ligadas e menos afetivas.

24. A França tem muita igualdade social, e isso é ótimo. As pessoas podem escolher o que vão fazer, e não fazem algo por serem pressionadas pela sociedade porque têm que ganhar dinheiro. É comum ver faxineiras com carros novos e bons.

25. No Brasil as pessoas acham que nada funciona aqui e tudo é feito da pior maneira. Na França eles acham que o lugar é perfeito, que tudo funciona bem, e que não há lugar melhor. Ambos estão errados: Nem o Brasil é tão ruim quanto os brasileiros dizem, nem a França é tão boa quanto os franceses dizem.

26. É difícil as pessoas se abraçarem na França. Lembro-me que eu abraçava algumas amigas minhas de propósito para fazer gozação, pois era muito engraçado ver como elas não ficavam a vontade.

27. Na França se um homem sai com uma mulher 2 vezes, automaticamente já está namorando, sem precisar de nenhum acordo prévio.

28. Os franceses adulteraram o sentido de algumas palavras de origem latinas. Por exemplo, aprender pode significar ensinar: Eu vou te aprender português, Vir pode significar ir: Eu virei à sua casa hoje.

29. Os empregados ligados a atendimento de qualquer tipo não são nunca amáveis. “C’est pas mon problème” e “Désolé” serão ouvidos com frequência quando eles não querem te ajudar. Isso na verdade quer dizer “Saia logo daqui por que eu tenho que passar o resto da tarde sem fazer nada“. O fato de eles estarem sendo pagos para fazer aquilo bem não é importante.

30. Aos domingos todas as pessoas ficam em casa, as ruas parecem ser de uma cidade fantasma e nenhum estabelecimento comercial abre.

31. É impossível resolver alguma coisa nos meses de julho e agosto.

32. Na França até a poeira se organiza sozinha nos chamados “Moutons” e facilita a sua limpeza.

33. Para entrar em uma boate na França, é preciso estar muito bem vestido, de preferência acompanhado de mulheres, a lua deve estar em câncer, o sol em capricórnio e saturno em gêmeos.

34. Na França não há muita violência por assalto, mas há muita violência gratuita e brigas de bar.

35. As mulheres francesas são muito bonitas, mas são todas loucas.

36. As grandes cidades da França são muito cosmopolitas e isso é ótimo. Você pode encontrar pessoas de todos os lugares do mundo, e também restaurantes, música etc.

37. Franceses adoram papel. Para conseguir qualquer coisa tem que ter um dossiê de 100 páginas assinados por 10 pessoas diferentes. Para rescindir qualquer contrato, você tem que enviar uma carta registrada, dizendo que vai rescindir daqui a 3 meses, mesmo assim eles vão fazer de tudo para que você não rescinda o contrato, mesmo agindo de maneira ilegal.

38. Franceses não sabem dançar, mas isso é ótimo para os brasileiros. Eu com meu forró básico virava profissional em qualquer estilo com as mulheres francesas. Os passos de forró podem ser dançados com Salsa, rock, bachata, tango, ou qualquer outra.

39. Um monte de gente tem cabelo de Cascão. Normalmente eles sempre estão envolvidos em todas as brigas e badernas na França.

40. O ciclismo funciona muito bem na França, muita gente anda de bicicleta e existem vias exclusivas para isso. Em muitas cidades você pode alugar bicicletas públicas por um preço muito camarada.

41. Na França desperdiça-se muita comida. Se a pessoa sabe que não vai comer tanto, por que colocar tanto no prato?

42. Nas festas as pessoas são muito receptíveis para conversar. É fácil chegar em alguém que você nunca viu na vida e começar a conversar sobre qualquer coisa.

43. Na França os belgas são nossos portugueses em relação às piadas.

44. Na França você pode atender o seu smart phone na rua sem ser roubado.

45. Franceses não sabem paquerar, muitas vezes é a mulher que toma a atitude.

46. Franceses são muito regionalistas, cada um acha que sua região é melhor que as outras, e seu sotaque mais bonito que os outros.

47. Parisienses acham que não têm sotaque, mas como qualquer um, eles têm sim.

48. Os franceses se importam menos com as aparências, ou com mostrar riqueza. Acho que isso é resultado da maior igualdade social.

49. Na França a maioria dos professores não se interessa muito pelo aprendizado do aluno, querem apenas mostrar o quanto eles sabem e te obrigam frequentemente a estudar o tema específico de pesquisa deles, mesmo quando o assunto é genérico. Pedir para ter acesso a uma correção de prova pode ser considerada uma afronta.

50. Os números na França não são lógicos: para dizer 70 você diz sessenta e dez, para dizer 80 você diz quatro vintes e para dizer 99 você diz quatro vintes e dezenove.

51. Quase todos os canais de televisão da França são do estado e eles raramente falam mal dos governos.

52. Casais franceses não costumam se tocar na rua, nem mesmo dar as mãos, nem dar demonstrações de afeto em público.

53. Na França a língua portuguesa nunca é a língua portuguesa. Ou é espanhol, ou é italiano. Quase todos acham que o Brasil fala espanhol ou brasileiro.

54. Na França, um garçom sempre estará te dando a maravilhosa oportunidade de pagar para comer no restaurante dele. Assim você sempre tem que implorar para ser bem atendido. O garçom sempre tem razão.

55. Franceses adoram criticar, mas odeiam ser criticados.

56. E finalmente, para os parisienses, Paris é o Centro do mundo e sem ela a Terra seria incapaz de girar.

Texto de Antonio Souza Neto
http://ariquezadeviajar.blogspot.com.br/2013/04/curiosidades-sobre-franca.html

Leia também https://sonhosemmosaico.wordpress.com/2013/04/20/onde-fica-o-mundo-sem-fronteiras/ Considerações pessoais sobre Brasil & França

https://sonhosemmosaico.wordpress.com/2013/04/19/uma-foto-por-dia-no-pior-ano-da-minha-vida/

Curta também nossa fan page no facebook:https://www.facebook.com/SonhosEmMosaico

Anúncios

279 pensamentos sobre “E o Brasil contra ataca – A visão de um brasileiro morando na França

  1. hahahaha adoreeei! tenho mais algumas coisas pra acrescentar! Moro no norte (lado oeste), numa pequena Ville em Mayenne, entao acho que os costumes de Paris (que é uma cidade que recebe diversos turistar) é um tanto que mais light! So acrescentando algumas curiosidades:

    1 – Franceses nao tem o habito de tirar fotos. E nao é porque sou estrangeira que eu gosto de tirar foto das coisas, nao! mesmo no Brasil eu tirava foto do meu dia a dia e percebi que aqui eles nao tem esse habito e ficam imapcientes quando voce diz “opa, deixa eu tirar uma foto disso aqui rapidinho!” E nao so hoje em dia, mas é muito raro os frances terem fotos da infancia. Quando tem é uma que foi tirada no colégio e so!

    2 – Aqui, dentro de casa com os familiares mesmo, eles nao tem costume de dizer “bom dia!, boa noite! dorme bem!” e muito menos querem saber da sua vida, voce nunca vai ouvir um sincero “como foi de viagem? me conta mais da sua vida e costumes! fiz Xtal coisa pro jantar, voce gosta de comer isso?”

    3 – Franceses “bufam”. Sim, como criancinhas que nao conseguem o que querem… fazem o “pffffffff” pra praticamente tuuuudo que nao os agrada, desde algo sério a um simples “derrubei gotas de café no chao, pff” eu acho um charme! hahahah

    4 – Os franceses (pelo menos os daqui do norte) nao tem respeito as namoradas alheias. E nao é porque eu sou morena e com curvas brasileiras nao! Mesmo entre eles, por exemplo: voce vai num McDoh (mc donalds) com seu namorado e mesmo com maos dadas (que os casais nao tem esse costume, mas eu sempre ando de maos dadas e demonstro afeto em publico com meu noivo frances) os outros franceses (na maioria os jovens) ficam olhando, sorriem e até te dao “tchauzinho” (!!!!!!!), ontem estavamos no carro parados no farol, um adolescente parou no meio da faixa pra ficar olhando pra mim na maior cara de pau (!) … E em baladas me dizeram que é pior, rola violencia verbal e corporal quase sempre por esse motivo.

    5 – Nao rola afeto familiar. Quando vim pra ca, o apartamento do meu noivo estava em reforma, entao ficamos na casa do meu cunhado (que tem 1 filho de 2 aninhos!) Ficamos 2 meses la e eu NUNCA vi um “te amo, da um beijo na mamae” nem abraços, beijos, enfim… Além das crianças aqui comerem antes dos adultos!! Pensei que fosse so na familia doida dele, mas nao. Visitei casa de parentes e amigos com crianças e percebi que era comum aqui. (ai uma explicaçao do porque eles sao tao frios e individualistas!)

    (desculpa a falta de acentuaçao, mas sabe como é o teclado frances! kkkkk)

    Por enquanto so lembro disso! se lembrar mais volto aqui: kkkkk

    Adorei o post, beijos!

  2. A sua impressão em relação a França foi positiva. Deu vontade de ir embora. A impressão do Frances sobre o Brasil não dá para discordar. Hoje não tenho orgulho de ser brasileiro. Vejam bem, não é vergonha. Não tenho orgulho. É isso.

  3. Amei !!! Rí para caralho !!!
    Sou francês. Tenho lido a impressão do Olivier primeiro e rí muito. Que tem muita coisa certa. Mas, agora, você acertou mesmo ! Parabéns para esse papel justissimo ! (apesar de eu usar desodorante)
    Com isso tudo, apesar de gostar de certos aspetos da França, não duvido um segundo que o Brasil é mesmo o melhor país de se viver !
    Apesar de tudo que possa ser ou estar ruím no Brasil, o povo brasileiro pode e deve ter orgulho do seu país !
    Morei là uns 11 anos e voltei em territorio francês, faz muito tempo. E não adianta, Brasil ficou a minha terra de coração e alma até hoje.
    Salve Brasil, salve o povo brasileiro !

    • Ou o comentário foi extremamente sarcástico ou extremamente alienado, se foi sarcástico parabéns se não foi, antes de escrever tal coisa, você deve tratar da sua saúde pelo SUS, colocar suas crianças em escolas públicas, estudar em uma universidade pública, pegar o transporte público diáriamente, morar na favela ou qualquer bairro pobre brasileiro, ganhar 1 salário mínimo, ser negro, mulher, pobre e se dar conta que você trabalharia cerca de 6 meses por ano para pagar impostos e talvez morrer na fila do hospital. Boa sorte.

    • Adorei esse tipo de “duelo” de impressões. Acho que tá todo mundo certo, concordo que o brasileiro se sente um povo inferior, não é pra menos. Adoro Paris, mas como turista então não creio que seja uma visão realista.

  4. Adorei as 02 matérias , são ótimas, bem humoradas e concordo com grande parte de ambos os lados, sou brasileira(carioca) fui casada com um belga. que amava loucamente o Brasil, e que via as mesmas dificuldades do nosso amigo francês no Brasil, mas que achava o lado divertido do carioca incomparável.seu jeito louco e descompromissado.abs aos dois.

  5. Durante uns 14 anos fui a França todos anos visitar meu filho e passava os 3 meses permitidos aos estrangeiros.
    Como ele é artista plástico e morou em vários lugares, como Paris, Vence, Cannes, etc, conheci bem a França.
    Fiz amizades maravilhosas por todos os lugares que estive. São tão amigos e atenciosas que iam me visitar em outras cidades que eu estava. E algumas amigas me apresentavam como a irmã brasileira.Tem 6 anos que meu filho voltou para o Brasil e eu não voltei mais lá, embora tenha saudades… Mas a amizade continua forte.

  6. Nossa Sra. do chimarrão, eu como filho de uma Francesa e um Italiano e morando em Paris a 10 anos nunca vi tanta imbecilidade desse guri, como dizem os Franceses: vous êtes incompétent.
    Realmente muita mentira que esse guri escreveu, é isso que aparece em Paris, brasileiros sem noção que mal chegam ou moram um tempinho e acham que sabem tudo sobre a França, espero que acabe logo sua permanência na França e seja espichado o mais rápido possível do me país.

    • Olá Lourdes, eu sou brasileira e morei em Paris durante anos. Para trabalhar na França legalmente, você precisaria ir com o visto de trabalhador, o que é muito difícil ou virtualmente impossível. No entanto se você quiser ser estudante não é tão difícil, você pode tentar realizar a inscrição para uma das universidades francesas através do Campus France no Brasil, para ser aceita você precisa ter acesso ao ensino superior no Brasil em área equivalente, passar no exame de francês TCF (Test de Conaissance de Français) e realizar uma entrevista.
      Para obter o visto de estudante você precisa ter sido aceita em uma universidade francesa e comprovar renda (através de algum familiar que se comprometa a enviar dinheiro mensalmente ou entregar um montante estipulado pelo governo francês que depositará na sua conta bancária as parcelas do valor total mensalmente). A comprovação de renda é uma medida que pode parecer estranha mas é válida, funciona como garantia que você não irá para a França para passar necessidade. Como estudante você pode pedir uma permissão de trabalho estudantil.

  7. Sou brasileira, fui à Paris como turista e sim, achei os parisienses muito mal educados de formal geral. Sempre há pessoas que são exceções, mas a maioria era muito mal educada. Já os italianos de Roma me surpreenderam enormemente pela gentileza e simpatia (em Roma, pessoas mal educadas é que são exceção). =)

  8. Vi as pessoas chiando nos comentários, entao achei que valia a pena parabenizar pela visão que vc desenvolveu e principalmente por compartilhar, isso demonstra fe, boa vontade e conhecimento, chaves pra combater esse pessimismo conformado brasileiro haha Abc

  9. Estive em Paris pela 1ª vez em outubro de 2013, gostei demais, e acho que existe a Paris noturna e a diurna, o que conheci bem durante o dia, não vi má educação alguma das pessoas, lugar extremamente agradável, de fácil locomoção – metrô e onibus nota 20 – , uma cidade segurae linda, preços comparados aos do Brasil, parques à vontade para as crianças, enfim, história ao ar livre, um país que respeita a qualidade de vida do seu povo, e esta idéia que o Brasil é o melhor país do mundo não concordo nem um pouco, vivemos num País caro e ruim, onde as pessoas tem a falsa impressão que calor humano e rir para todos é qualidade de vida – como dizia Frejat: “…rir de tudo é desespero”. Nós nos acostumamos/anestesiamos com o ruim e vamos levando achando que isso é normal, o que não é. Talvez o jovem autor do texto seja solteiro e que de fato procurar alguém de cultura Européia para relaciona-se seja algo diferente, mas não pior ou melhor – escovar os dentes e ser limpo e cheiroso para mim é essencial – mas a falta disto é um pingo no oceano se comparados à qualidade de vida (segurança, educação, saúde, transporte, políticas públicas, respeito ao povo…) que a maioria dos países da Europa possuem.

  10. A grande maioria do que está descrito no artigo é completamente divergente da realidade. Então comentei os pontos gritantes e também o comentário absurdo da Thayna Cajaiba Correa e do Gael Le Mouëllic. Pouquíssimo do que foi comentado é ou tem um fundo de verdade.

    A maioria dos franceses toma ao menos 2 banhos por dia, mesmo durante o inverno, usam desodorante, cremes, loções e perfumes, os homens franceses se cuidam MUITO mais que os bárbaros brasileiros que pensam que depilação é coisa de “gay”… lavam as mãos e escovam os dentes. Eu nunca vi uma pia no mesmo local que o chuveiro (morei em 5 apartamentos diferentes e nunca vi isso em lugar nenhum, nem em casa de amigos e sequer no pap.fr.

    Os franceses fumam muito, isso é verdade e o transporte é excelente e não há cheiro de esgoto. A carne bovina realmente não é boa e a teoria do queijo e leite parece hilária mas deve ser verdade eu cheguei à mesma conclusão!

    Os franceses são educados com palavras E gestos, segurar a porta para a próxima pessoa passar, cumprimentos de bom dia/boa tarde/boa noite são praticamente obrigatórios e eles esperam os passageiros descerem do metro para poder entrar. Nunca vi ou levei empurrão em todos os anos que etive lá.

    Os franceses são organizados e a maior parte dos que “mamam nas tetas” do Estado e se aproveitam dos benefícios sociais NÃO SÃO FRANCESES, mas estrangeiros, muitos provenientes de ex-colonias, porque os estrangeiros tem os mesmos direitos que os franceses exceto o voto.

    O sotaque é verdade, quando eu ainda não compreendia francês oral, um amigo tento conversar comigo em inglês, tive que pedir que ele falassem em francês porque apesar de falar inglês fluente não conseguia entender nada.

    As filas são respeitadas e são poucas, nunca tive que enfrentar fila no banco por exemplo. As eleições são manuais como em todos os países civilizados que prezam pela legitimidade do voto. Urna eletrônica para quem não sabe é uma ótima maneira de cometer fraude, uma vez que o código do programa é fechado (ninguém pode ver o algoritimo), feito por uma empresa privada E não há nenhuma forma de verificar os votos. Para quem não sabe apenas uma linha de código similar à: x<= x+(y/1.5); é mais que o suficiente para "eleger" alguém contra a vontade do povo.

    Os bancos e as operadoras de telecomunicações funcionam muito bem, nunca tive problema algum, sempre há uma agência próximo à sua casa. As operadoras são baratas por 30 euros eu tinha tv à cabo, ligações ilimitadas para fixos dentro da França e fixos em outros países, internet com velocidade excelente e o tempo que eu fiquei sem serviço nunca foi superior à 48 horas (quando eu mudei de apartamento) minha conexão nunca caiu, nunca sofri queda de energia que também é barata, nunca me faltou água e a água da torneira de Paris é mineral e mais limpa que as que compramos no Brasil.

    As pessoas se vestem bem e vão à lavanderia semanalmente, são cordiais e muito mais humanos que brasileiros, se importam com outros seres humanos, mesmo se são mais reservados, ao contrário dos "calorosos amigos" brasileiros que desaparecem quando você passa por algum momento difícil. Nunca vi um francês bêbado ao contrário dos brasileiros, mas sei que quando isso ocorre estão entre amigos mais próximos.

    A música francesa atual é boa, os artistas fazem protestos com suas músicas, falam de amor, humor e sobre a vida. Zazie – J'étais là é um exemplo, outros dentre inúmeros bons artistas são Mathiew Chedid, Calogero, Patricia Kass, Noir Désir, Dolly…

    As famílias são muito amorosas entre eles e respeitam muito mais a individualidade, opniões e desejos dos filhos. No Brasil praticamente nada funciona, transporte público, educação, saúde pública, os serviços são de má qualidade e pagamos mais impostos que no Japão para termos serviços de qualidade equivalente ao do Congo, e isso é a realidade. Os franceses reclamam constantemente dos serviços deles, mesmo que a saúde pública seja a melhor do mundo, transporte e educação públicos dentre os melhores do mundo. O serviço de atendimento é melhor do que o brasileiro mas pior que nos Estados Unidos, nunca tive problema para resolver nada em julho e agosto… já no Brasil vai de dezembro à fevereiro….

    Nunca presenciei violência entre franceses, tão pouco gratuita, nunca fui assaltada mesmo saindo sozinha em Paris às 2:00 da manhã para fazer caminhada, fui assaltada (mão armada) cerca de 8 vezes no Brasil sem falar das vezes que fui roubada… O Brasil é um dos países mais violentos do mundo e 1/3 dentre as 50 cidades mais violentas do mundo são brasileiras.

    As francesas são de forma geral inteligentes, educadas, polidas, não dão golpe de barriga, não vivem de fofoca, não vivem de tentar extorquir dinheiro de ex-marido, são boas mães, excelentes amigas e não andam mostrando a bunda para todo mundo.

    Nunca vi papelada ilegal, apesar que eles realmente gostam de papel, já o "jeitinho" brasileiro suborno, corrupção e propina estão para todo o lado descaradamente. E cabelo de Cascão? Deve ser delírio do autor. Franceses não enchem o prato, as refeições são separadas em entrada, prato principal, queijo e sobremesa.

    Os franceses sabem paquerar, são muito mais sutis, atenciosos, românticos e deixam que a mulher decida ir adiante sem pressão respeitando o tempo que as mulheres desejam aproveitar os conhecendo melhor.

    Os professores são excelentes, apenas 1 dos muitos que tive na universidade não era tão brilhante e aencioso. Os casais de franceses andam de mãos dadas, são belos, nunca vi uma briga um "barraco" público. Os atendentes "garçons" em restaurantes são educados, principalmente se você vai à um restaurante pequeno, já os atendentes em bistrôts precisam se desenrolar em 30 para atender todo mundo e se misturam em polidos e mal educados que "sempre tem razão".

    Os franceses adoram criticar e eles mesmos criticam à si mesmos, o tempo inteiro e fazem piadas deles mesmos, inclusive de seus sotaques.

    Thayna Cajaiba Correa Observações:

    Franceses gostam de fotos e constantemente fotografam, mas evitam faze-lo quando estão em grupo (por respeito ao tempo dos demais), exceto durante comemorações entre amigos, eles respeitam a privacidade de cada um e em 2 meses eles geralmente não farão perguntas sobre sua vida pessoal, ao contrário dos brasileiros que às vezes só faltam perguntar qual é a cor da sua calcinha, mal te conhecendo.

    Os franceses de forma geral respeitam as namoradas alheias e não "avançam" feito urubu em carniça em cima das mulheres… o que talvez tenha acontecido com a Thayana foi assédio por parte de alguns árabes SE ela estivesse se vestido de forma indecorosa (o norma peito-bunda-barriga para fora é normal no Brasil e indecoroso na Europa), as "curvas" brasileiras são vistas como "gordas" pelos franceses. Franceses não sã frios e individualistas, nunca vi essa de colocar crianças para comer antes dos adultos, se realmente aconteceu talvez porque eles estavam mantendo os assentos para os adultos que estavam hospedados em sua casa de favor ou não queriam que as crianças causassem algum desconforto aos hóspedes, para ainda serem criticados e mal falado pelas costas… coisa baixa é falar mal de anfitrião.

    Gael Le Mouëllic Observações:

    Ou o comentário foi extremamente sarcástico ou extremamente alienado, se foi sarcástico parabéns se não foi, antes de escrever tal coisa, você deve tratar da sua saúde pelo SUS, colocar suas crianças em escolas públicas, estudar em uma universidade pública, pegar o transporte público diáriamente, morar na favela ou qualquer bairro pobre brasileiro, ganhar 1 salário mínimo, ser negro, mulher, pobre e se dar conta que você trabalharia cerca de 6 meses por ano para pagar impostos e talvez morrer na fila do hospital. Boa sorte.

    • Duas coisas que discordo do teu texto, moro há mais de 3 anos na França e todos os verōes vejo as jovens francesas com roupas bem vulgares!!! Shorts aparecendo uma parte das nádegas e micro saias… E a brasileira aqui, usa bermudas e vestidos no joelho. Sobre o cabelo de cascão, pelo menos por todos os lugares que viajamos aqui pela França, sempre vejo os rapazes com um corte bizarro (raspado dos lados e o montinho em cima da cabeça) como o do Cascão da turma da Mônica. Mas enfim, devemos respeitar as diferenças culturais, cada lugar que conheço me chama atenção nos costumes locais, mas devo respeitá-los, pois se dentro de um país como o Brasil, cada região tem seus costumes, imagina em outro país, outro continente e assim vai… Gosto de morar aqui, o ser humano se adapta a tudo 🙂

  11. Eu gostaria de viver na França. Eu gosto do PT no poder. Gosto da forma como eles ajudam o povo e governo pra mim é para o povo. Ricos já tem banqueiros e demais empresários. Eu tenho afeto pelo povo mas não consigo conviver com eles. Mas me sinto bem, tranquilo e confortavel sabendo que o governo os está ajudando. Mas eu desejaria, sinceramente, viver na França. Faz mais meu estilo. Abraços!

  12. Voce falou muitas coisas certas sobre la, pontos positivos e negativos mas discordo totalmente que franceses não se limpam as maos depois de usar o toilette ou não usam desodorante, isso sinceramente é errado falar em redes sociais pois isto é uma característica a qual depende da pessoa. Ja vi altos brasileiros porcos entao isto é falso e são apenas boatos.

  13. ri tanto e gostei muito dos dois artigos, morrei no dois pais e tem somente umas coisas erradas, ….
    1/ os brasileiros fura fila tb, sem vergonha e nem se desculpa quando te empurra!!
    2/ a gente se lava as maos antes e depois de ir no banheiro mas como fala uma piada belga: porque os frances vao AOS banheiroS?? porque precisa olhar todos eles antes de achar um limpo.. (e horrivel…. e a minha maior vergonha na franca) . 3/tomamos somente um banho por dia ( menos meu irmao que toma 4!) porque aqui e mais seco, no brasil sai do chuveiro que ja quere tomar um outro!
    4/ a nossa musica atual e antigua e de MUITA qualidade, mas nao se ve na TV, precisa ir nos shows. A sua cultura musical tb e de MUITA qualidade, pena que somente ouvi os ruidos altos do axe, funk ou arrocha atrais da porta mala dos carros.
    amei Brazil e mais ainda os brasileiros

    • Sou franco brasileiro, e uma vez eu estava com minha esposa e filha francesa no cristo redentor. eu estava usando camisetas da minha cidade: Béziers, e sendo brasileiro decidi contornar um pouco as coisas para embarcar antes… passei por um grupo de parisienses que comentaram: “Que vergonha estes franceses do Sul estão furando a fila”.

      Eu sou 50/50 e no verão, la no Sul da França, sempre tomo uns 4 a 5 e irrito todo mundo…

      abs,

      A+

  14. ri tanto e gostei muito dos dois artigos, morrei no dois pais e tem somente umas coisas erradas, ….
    1/ os brasileiros fura fila tb, sem vergonha e nem se desculpa quando te empurra!!
    2/ a gente se lava as maos antes e depois de ir no banheiro mas como fala uma piada belga: porque os frances vao AOS banheiroS?? porque precisa olhar todos eles antes de achar um limpo.. (e horrivel…. e a minha maior vergonha na franca) . 3/tomamos somente um banho por dia ( menos meu irmao que toma 4!) porque aqui e mais seco, no brasil sai do chuveiro que ja quere tomar um outro!
    4/ a nossa musica atual e antigua e de MUITA qualidade, mas nao se ve na TV, precisa ir nos shows. A sua cultura musical tb e de MUITA qualidade, pena que somente ouvi os ruidos altos do axe, funk ou arrocha atrais da porta mala dos carros.
    amo Brazil e mais ainda os brasileiros, amo os frances e ainda mais a Franca

  15. Olha Franca não é so Paris. So eu entrar num bar a tarde que eu vejo francês bebado, conheço historias entre familia e segredos que eles guardam sem nunca contar pra ninguém. Francês nao é amoroso na familia, eles sao individualistas é por isso que os jovens saem muito cedo de cada e os pais desde que tem 70 anos ja vao pro Asilo. Eles fazem perguntas intimas com mais frequencia como se fossem teu amigo e contam pra todo mundo. Faz 3 anos que eu moro aqui , ja fiz o ensino medio e estudo na faculdade , fora que vivi em cidade pequena e cidade grande . Sei do que falo porque sou também casada com um parisiense .

    • acho muito triste a sua resposta.. que pena que nao gosto. acho que vc nao tive sorte, somente isso..
      eu sei de fato que vc ta errado sobre o amor familiar, a resposta de arnaldo deschamps e bem mais proximo (na minha verdade) do que a sua.
      mesmo que qualquer pais do mundo, se entra num bar vai achar alguem bebado!!! isso nao e especialidade francesa !!
      tb esse papeis e para dar risadas de pequenhas differencias culturais, ele nao foi feito para sair a sua amargura sobre a sua experienca que foi ( por mim) uma falta de sorte e de comprehensao sobre a nossa cultura.
      espera que voltara e gostara dessa veze um pouco mais… ?
      ( acho que fico de mais em paris e ta um pouco duro de mais por um brasileiro.. relaxa o cou!! piada sacarstica parisiense… *:)-

  16. Bonjour,

    Sou franco-brasileiro e vivo metade da vida na França e outra metade no Brasil. Achei ambas as avaliações perfeitas, divertidas e esclarecedoras da cultura de ambos os povos.

    Gosto da França e quando estou pro la morro de saudades do Brasil, e quando estou no caos brasileiro morro de saudades da tranquilidade e ordem francesa.

    Os franceses sao carinhosos sim, nos beijamos em casa todos os dias ao amanhecer e ao anoitecer antes de dormir. Eu acho as pessoas calorosas – mas minhas referências francesas são do Sul, de Marseille, Montpellier, Béziers e Perpignan.

    As vezes fico todo prosa e digo para os meus amigos: “Sou um cara sortudo, tenho o melhor de dois mundos: A França e o Brasil, o Rio de Janeiro, cresci surfando no Arpoador, vendo o sol se por no mar, etc…

    O pao na França é maravilhoso! O pao no Brasil é horrivel! Sim, os franceses so tomam um banho por dia…. mas eu que sou 50/50 tomam varios banhos por dia, sobretudo no verao terrível do sul, e irrito todo mundo dentro de casa (minha mulher, e filha não suportavam)

    Show! Parabéns!

    A+

    • eu sinto a mesma saudade ! para mim, tem 1 pao muuito gostoso no Brasil, e o pao de milho, miam miam!!!! se por acaso a sua mulher ainda fica nervosa sobre a fatura de agua, pode falar que a sua pele fica ainda mais fresquinha e macia para ela !!! abraco para todos os brasileiros e une bise ( um beijo) para todos os frances

  17. Marcos Fiebich Desculpe eh o frances mais ( nem sei como denominar ) que ja conheci…cheguei no numero 4 e desisti de ler as imbecilidades adiante deste numero…erle deveria explicar SIM porque na franca muitos predios de apartamentos tem apenas um banheiro para todos os moradores do andar….resposta …AGORA vc sabe o motivo dos perfumes frandeses serem tao famosos…NAO TOMAM BANHO

  18. Moro há mais de 3 anos na França e tu descreveste perfeitamente muitas situaçōes cotidianas, não adianta, cada povo tem seus costumes e sempre quem vier de fora vai estranhar e comparar com sua terra natal 🙂

  19. O pior de tudo é o tanto que eles são fechados e arrogantes. Sim, eles são muito educados e sempre conversam amigavelmente com você num primeiro momento. Num segundo momento, DO NADA, já não falam mais com você, passam direto pelo corredor, se você os cumprimenta amigavelmente, eles se limitam a um “Salut” ou “Bonjour” seco igual farofa… Além disso, desde o início, é simplesmente impossível esperar que eles te convidem para sair com eles. Acho isso ridículo! No Brasil, somos tão abertos e, pelo menos no primeiro instante, tão amigáveis, que essa frieza e essa arrogância que eles insistem em me dizer que é cultural me incomoda demais. Em geral, as mulheres aqui são muito mais inconstantes que os homens neste aspecto e é impossível saber o que se passa na cabeça delas – por exemplo, não fala com você na aula, mas se joga nos seus braços na festa; não conversa com você, mas curte sua foto no Facebook. Isso não quer dizer que os caras estejam isentos de maus comportamentos. muito pelo contrário, eles têm a péssima mania de formar grupinhos de fumo ou rodinhas de luta, acham ruim quando você chega perto no grupo já formado e, olha a loucura, acham ruim quand você sai de perto deles. É muito bizarro, não faz nenhum sentido! Claro que há boas e queridas exceções e eu, particularmente, morando aqui há quatro meses já, tenho quebrado o gelo deles e feito amigos entre eles. Mas é foda, viu, o início… eu é que tenho que tomar as atitudes e sou tímido. Pra piorar, as mulheres daqui não têm me atraído, apesar de serem bonitas, dado seu comportamento borderline, então ando sem vontade de arrumar mulher. Nos trabalhos da faculdade, sou eu que tenho que chegar e pedir pra entrar no grupo, muito chato. Espero não ficar frio e desagradável deste jeito quando eu voltar ao Brasil, o calor humano do brasileiro é algo do qual não abro mão de jeito nenhum.

  20. 46. Franceses são muito regionalistas, cada um acha que sua região é melhor que as outras, e seu sotaque mais bonito que os outros.

    O Brasil não está muito longe da França nessa questão não, um exemplo está no “auê” após a reeleição da presidenta Dilma Rousseff .

    47. Parisienses acham que não têm sotaque, mas como qualquer um, eles têm sim.

    Eu sou de São Paulo, e todos paulistanos que eu conheço afirmam que não tem sotaque, eu também tinha certeza até chegar a BH e ser rotulada como “Paulistinha” pelo sotaque que eu nem sabia que existia :’)

  21. Tem gente aqui falando que o brasileiro não pode ter tantas percepções assim da França, já que morou lá por ~apenas~ três anos. Mas, o francês, quando fez o texto, estava no Brasil há pouco mais de um ano. HAHA

  22. 27. Na França se um homem sai com uma mulher 2 vezes, automaticamente já está namorando, sem precisar de nenhum acordo prévio. Se este comportamento equivalesse no Brasil já teria algumas namoradas kkkkkkkkkkkkkk

  23. Interessante essa comunicação. Importante lembrar da importância sobre aprender ensinar e respeitar. Sinto-me feliz por se aproximar a minha oportunidade de conhecer a Europa em breve (aos 57 anos). Sugestões serão apreciadas. Saudações afetuosas a todos vocês. Silvia

  24. Nossa,e adorei os dois textos.
    Sou Brasileira com nacionalidade Francesa, cresci entre Brasileiros, Franceses, Belgas, Alemae se Portugueses e apos morar em Paris, pude notar varias diferencas, muitas descritas aqui.
    Super concord com os empurroes no metro, mas acho que isso se deve mais ao fato dos franceses estarem ( ou parecerem estar) em constante pressa. Mas acostuma.. e depois de um tempo voce nem liga mais e passsa a fazer igual e ficar impaciente com pessoas que param no meio da escada na hora do rush.

    Quanto aos toilettes, eu vi muitos onde a privada era separada sim, sem pia para lavar a maos, num cubiculo que mal dava pra fechar a porta, mas quando chega no banheiro ( salle de bain) o ambiente e gigante, com espaco suficiente para a querida privada. ( QUem nao gosta de mais discricao qnd vai usar a privada, hem?).

    Quanto aos relacionamentos, eu vi alguns que sim, mostram afeto em publico , mas bem sutilmente. O que acontece e que como nas relacoes de familia, nas relacoes amorosas os frances possuem muito mais independencia… e muito comum franceses estarem nos bares, festas, etc, sem as respectivas namoradas. Em casamentos, por ex, o +1 nao e obrigatorio como no Brasil… que voce tem 200 convidados, mas acaba tendo que convidar 600, pq tem namorado, Irma, tia,prima de for a visitando, papagaio. Esse grude na relacao e muito da cultura brasileira e por isso estranhamos e achamos eles muito frios.

    Afirmo que os Franceses realmente nao sao tao ligados em beleza. NO Brasil voce ta cansado de ver homem feio com mulher bonita, mas isso porque 1 ) Falta homem solteiro no pais 2) O cara deve ser rico. ( paras marias chuteiras, e cia). Na franca, assim como na Inglaterra, onde moro atualmente, voce ve muittas mulheres feias, mas feias mesmo, com caras muito bonitos. Aqui eles sao menos superficiais nos relacionamentos…interessados mais no que vc tem a dizer do que como vc aparenta.

    Acho que as duas culturas tem muitoo a oferecer, amo os dois paises. E dificil, porque o Brasil e um lugar lindo por natureza, onde crescer e absolutamente maravilhoso.. mas perigoso. A Franca oferece nao so uma beleza incrivel, mas como tambem seguranca, educacao, etc… Mas no fundo no fundo.. a gente sempre quer voltar ” para casa”.

  25. 51 era verdade em 1960!!!! Tem France1 2 3 4 e ô (5?)sendo canais nacionaisMas não muito populares
    TF1 M6 Canal+ w9 ganham muito mais telespectadores
    Poxa vc fala da carne mas não fala do vinho! Desperdício terrivel

  26. Não se pode conhecer o Brasil morando em Belo Horizonte tão somente. O Brasil é muito mais rico e de diversas maneiras de serem ditas suas riquezas. Embora culturalmente estamos arraigados em mazelas que desaguaram por conta do Império, não somos tão isolados de culturas progressistas e revolucionárias que nos ajudaram a desenvolver nossos jovens profissionalmente e ter uma visão mais ampla de mundo e o que acontece nos diversos países, que de certa forma ainda queremos conhecê-los, seja para trabalhar, estudar ou mesmo como turista, e assim trazer o que há de melhor para agregar valores e comportamentos que vão contribuir para toda uma evolução de vida.

  27. Sério, não entendi o pq do pessoal ficar incomodado com o texto do francês. Achei muito legal meeesmo. O pessoal tá levando como se fosse uma disputa pra ver quem fala mais mal do país do outro. No texto do francês vi mais observações e elogios do que qualque outra coisa.

  28. A andreia Jalk deu uma resposta enorme 65% distorcida, ou entáo o tempo q ela passou morando ou visitando Paris ela estava num reduto da alta sociedade e nao vivenciou oq acontece em grande parte do dia a dia de paris….só pode, pra sediscordar tanto assim. Tudo do texto do autor de fato ocorre, principalmente 3 coisas que algumas pessoas discordaram aqui:
    1. a maioria nao usa desodorante mesmo: andando nas vielas ou ruas principais ou metro ou parques ou dentro de lojas, sempre passava por mim pessoas com roupas pesadas de frio e fedendo e muito. Imaginem pessoas com varias roupas de lã ou tricot q passa e deixa um rastro forte… e a maioria dessas pessoas eram mulheres.
    2. Outra coisa, lá tem muito estrangeiro mesmo, muito mulçumano, muita gente da argelia, muito negro, arabe. se vc vai em estabelecimentos que possuem esses estrangeiros ou descendentes desses atendendo, vc terá um atendimento péssimo, ainda mais se eles percebem que vc é tambem um estrangeiro em turismo. Em bares, restaurantes, cafés, docerias, ou em mercados vc é mal atendido por dois tipos de pessoas na frança: descendentes de imigrantes ou franceses mais velhos. Quase todas as vezes q íamos comprar mantimentos, as caixas do supermercado/mercado nos atendia mal, xingava, eram grossas e a cara delas estampava bem claramente: náo eram francesas de origem, eram imigrantes.
    3. os homens náo respeitam as mulheres mesmo nao, principalmente se agente anda acompanhada por outro homem. Em todo o tempo que passei com meu namorado lá (nao andávamos de maos dadas nem demonstrávamos afeto em publico), e mesmo assim, em diversos locais e na rua os homens franceses (imigrantes e descendentes de imigrantes eu nao vi fazendo isso) me fitavam, olhavam de modo a incomodar e muitos falavam do meu lado baixinho holà ou bonjour ou bonsoir ou sei la mais oq q eu nao entendia. Eles possuem cara de tarado e se comportam como tal. Isso eu nao gostei, eu nao sou um espetáculo de mulher, sou bonitinha e só, magra, ou seja, sou normal e mediana, e me vestia completamente tapada e só de calça em todo o periodo e eu nao entendia o pq (passei a achar q eu tinha pra eles a cara de prostituta, se é que existe cara pra isso). Via muitas francesas bonitas com saias curtíssimas num frio retado, mas eu nao via os homens fitando elas. Depoissss q voltei passei a analisar e hj acho q esse comportamento se deve mais com mulheres q eles percebem nao serem francesas e que percebem aparentar latinas/espanholas sei lá… e bem capaz de ser pelo fato deles estarem perto de portugal (c muitos brasileiros) e espanha…e sabemos e eles sabem muito bem como é a fama da mulher estrangeira em portugal e principalmente espanha (prostitu…). não que na frança nao haja isso, não é isso….entendam meu raciocínio….

    Bom, tirando os tarados, houverem aqueles educadíssimos e simpáticos, principalmente para dá informaçao (franceses c faixa-etária entre 35 a 50 anos) . mesmo agente arranhando o ingles, esem falar praticamente nada em frances (haha) eles faziam gestos para q entendêssemos uma rota de um caminho, ou oq era tal palavra ou até tentavam falar em espanhol ou ingles. Isso eu achei muito positivo.

    Ps. desculpe meu teclado desconfigurado.

    • Tatiane, tem duas coisas similares na França e no Brasil, racismo é um crime ! Seu texto é tão cheio de racismo e ignorância que me dá nojo ! Não sei se se pode ver na sua cara de que origem você é, mas pelo que você escreve se pode ver que ignorante e sem nenhuma noção você é !

  29. A maioria das pessoas que conheço e que foram a França a passeio, dizem que o Francês é mal educado, por ele o mundo seria a França. Se for americano se prepara, não olham nem na sua cara.

  30. Amei os dois lados! casei-me com um Francês e nunca fui tão mimada! Ele fazia tudo (já era aposentado) ,o melhor “chef”,voltei a ter o prazer de “faire la cuisine”.Lavava (máquina),passava,enfim,le” ménage” era com ele.3 anos de vida boa e viagens.No ítem de escovação de dentes,na verdade,escovam quando se lembram de fazê-lo,não é um hábito,a média é de 1 escova por 6 habitantes,então o mau hálito chega ao insuportável ( e não aceitam esta crítica)
    Outra coisa que o brasileiro esqueceu ,ou talvez não saiba é que as mulheres não usam cacinhas para dormir,meu marido estranhava minha calcinha sob a camisola e já as meninas (netas dele) quando iam tomar uma ducha à noite ,peguntei sobre as calcinhas e elas me responderam:” Mamãe nos ensinou que é preciso deixar arejar à noite as partes intimas”.
    É verdade que tomam uma ducha por dia mas reutilizam a camisa do dia anterior,já com cheiro de “sovaco”e não usam desodorante..E assim por diante…..mas tudo isto não diminui o amor que sinto pela França e pelos Franceses,sinto a França como minha segunda pátria! Absorvi e aceitei a maneira de viver deles,e acho que quando estamos vivendo num outro país devemos estar prontos para entender e respeitar seus usos e costumes,e aproveitar tudo o que há de bom( e olha que tem) lá!!!! Anna Maria Paes Loureiro-Vittot

  31. Os numEros não são lógicos . Você deve ser retardado . O nosso idioma privilegia muito a ciência e a matemática . Por exemplo 89 : quatro x vinte e nove . Ou seja quatro * vinte + nove … Simples adição e multiplicação junto … Não temos um idioma atrasado afinal a França é uma potência e permanece um império …

  32. Antes de mais nada nenhum lugar é perfeito, terão pessoas educadas ou não, costumes e culturas diferentes. Ficar criticando ou desvalorizando ambos os países não se leva a nada. Temos que apreciar e aproveitar o melhor de tudo.

Seja você uma parte desse mosaico. Compartilhe suas impressões, sentimentos e opiniões aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s