O Funeral e o Vestido Vermelho

 

Detalhe da obra de Jack Vettriano

Detalhe da obra de Jack Vettriano

Foram meses de um distanciamento doloroso e sofrido. Dias e horas contados a cada minuto daquela ausência. O silêncio no lugar das habituais conversas se espalhara pela alma como erva daninha, abafando qualquer canção de esperança que viesse a tocar. E afogada pela dor da separação, ela reviveu cada momento passado, cada sussurro escutado até se tornar insuportável conviver com aqueles pensamentos.

Decidida a esquecer, ela começou a fazer a faxina. Gravou as antigas fotos em um CD, as conversas pela internet e e-mails… Juntou alguns objetos, o anel que usava no polegar, um telefone que não funcionava, uma agenda com escritos, um bilhete de viagem. Como em um funeral, suas lágrimas de viúva corriam pelo rosto enquanto enterrava no fundo da gaveta a pequena caixa de recordações recém-montada.

Olhou-se no espelho e até se achou bonita. Colocou seu vestido vermelho, pintou seu rosto com cuidado para não exagerar na dose, passou seu melhor perfume, soltou seu cabelo e acendeu um cigarro. Mirou-se bem devagar, analisando cada detalhe. O canto da boca esboçou um sorriso, mas em seu olhar uma lágrima ainda brilhava. Respirou fundo e bateu a porta de casa sem olhar para trás.

Curta também nossa fan page no facebook:

https://www.facebook.com/SonhosEmMosaico

Anúncios

Um pensamento sobre “O Funeral e o Vestido Vermelho

Seja você uma parte desse mosaico. Compartilhe suas impressões, sentimentos e opiniões aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s