Não, meu pai não é um herói

Ainda menina meu pai despertou meus sentidos para os pequenos detalhes. Bilhetes carinhosos na mesa do café, picolé na praia e castelo de areia. Mostrava a natureza, suas cores e seus sons.  Uma gota de orvalho brilhando acima de uma folha sob a luz do sol e o canto dos pássaros. Entregou-me de bandeja fartas porções de inspiração que usei pela vida em minhas tentativas criativas.

Um músico das palavras, suas poesias demonstram a sensibilidade de quem lê as entrelinhas, que sente o invisível. Lapida os sentimentos até transformar a matéria-prima em palavras e dá o golpe final compondo uma sonata. 

Ele provou que viver é como escrever. Rascunhamos, apagamos e refazemos numa busca incessante de encontrar a forma certa, a beleza e uma perfeição impossível de se alcançar. Demonstrou que o fazer é mais importante do que a própria obra.

Menino estudioso de espírito nobre encontrou em suas crenças o caminho para ser melhor. Jovem apaixonado enfrentou o mundo e pensou que o domaria como a um cavalo selvagem, mas logo descobriu que batalhas só se conquistam a base de cicatrizes, algumas muito profundas. Homem feito, inteligente, teve fé, discursou e foi aplaudido. Enfrentou seus próprios demônios e quase se sentiu vencido.  

Hoje trocou os discursos inflamados da juventude pelo silêncio, até um pouco exagerado. Através dos seus olhos vislumbro seus pensamentos, muitos na casa do passado. Segue a regra das horas, com uma rotina segura de quem já cansou de surpresas. Ele não é um herói. É um homem comum em toda sua complexidade. Com seus feitos e defeitos, ele acertou e errou. Decepcionou e encantou. Mas se tiver que descrevê-lo em uma frase, eu diria: Ele foi um homem que amou.

Amou a infância subindo nas árvores e brincando de cowboy. Amou estudar e ser bom nisso. Amou as palavras e encheu sua alma delas, alma de poeta. Amou os sons, as imagens, a música e cantarolou. Amou sua mulher mais do que tudo. Amou seus filhos como sua grande obra-prima. E me deixou esse legado, seguir amando.

Anúncios

11 pensamentos sobre “Não, meu pai não é um herói

  1. Uma mulher que me surpreende a cada palavra, a cada dia, pelo seu caráter, dedicação, pela condução da familia, e pelo aprendizado e disciplina. A evolução se faz constante em teu ser……. Que o bom Deus possa sempre te abençoar, e aos teus,,,,,,,

  2. Ceres, eu nunca fui boa c palavras, mas vc está me saindo uma bela Alfredinha hein? To chorando feito baby!! E meus pequenos me olhando e abanando o rabo tipo: “Não fica triste!” bjs e te AMO!!

Seja você uma parte desse mosaico. Compartilhe suas impressões, sentimentos e opiniões aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s