Segurando um sonoro piiiiii….

Levanto para o trabalho. Tomo um banho que poderia durar o dia inteiro. Daí eu penso; é um bom começo de dia.

Faço 573 combinações com a meia dúzia de roupas que tenho no armário para ver qual me cai melhor hoje. Doce ilusão… Acho que elas tem personalidade própria, quando querem colaboram. Mas se resolvem entrar  em  greve…

Próximo passo. Cabelo. Penteio, escovo, seco… tá começando a melhorar o visual…Mas aí, que isso a gente faz em frente ao espelho. Olho minha pele. Hummmm…  tô envelhecendo.  Todo dia acho uma marca de expressão nova. Adoro quem inventou esse termo. Ruga virou marca de expressão.

Pára de se lamentar Ceres! Pego a maquiagem. Vamos resolver o problema. Um corretivo aqui, um lápis ali, batonzinho para colorir. Nesse ponto já tô quase me achando…

Então o toque final… perfume. Claro! Ah!!! E minhas bijouterias bicho-grilo também não podem faltar. Agora estou praticamente irresistível.

Para encerrar o ritual, dou umas voltas em frente ao espelho. Para me ver de costas quase provoco um  torcicolo. De lado, de frente, ajeito o cabelo, puxo mais a blusa, como se nada fosse sair do lugar no decorrer de alguns segundos.

Ahh! Tá bom vai! Dá para encarar. Mas bateu saudade de quando eu chacoalhava o cabelo, sorria para o espelho e estava linda…. Faz tempo…

Olho o relógio. É praticamente como as doze badaladas que transformam Cinderela na Gata Borralheira.

Acordo o filho. Acelero a filha. Banho da criança sonolenta, uniforme, lanche, mochila, ração da gata, arrumo a cama, guardo a roupa, ponho o dedo pra fora da janela pra sentir o tempo. A perua tá chegando! Corre que vai perder a primeira aula! Eles vão para escola. Pego minha bolsa e dou mais uma olhada no espelho. Pronto! Tanto trabalho desperdiçado, mas não dá tempo de fazer mais nada…

Pego o ônibus. Procuro um lugar para sentar. Coloco o fone de ouvido, procuro a estação de rádio que eu gosto e começo a pensar. Contas a pagar, contas a receber, telefonemas a fazer, cortina da casa, reunião com amigos, viagem que quero fazer, textos que quero escrever, peças que quero pintar, lista de compras, calça para arrumar, família, filhos, sonhos, realidade.

Acreditem, consigo pensar nisso tudo em uma hora e meia de trajeto até o trabalho.

Daí que chega um cidadão, todo feliz, achando que é o simpático da vez e diz para mim: Bom Dia! Vamos começar o dia? (COMEÇAR O DIA?). Não satisfeito, ele me acompanha até a escada que vai para minha sala e continua, fazendo uma observação muito sutil de que chega antes de mim e vai embora depois. Já tô quase perdendo a classe… Mas ele se retira para tomar um café. Deus protege esses caras!!!!

Resumo da ópera: às 8h30 da manhã já vesti várias máscaras. Cinderela, mãe, Gata Borralheira, provedora, escritora, pintora, amiga, além das outras que vou usar durante o longo dia que me espera…

Anúncios

Seja você uma parte desse mosaico. Compartilhe suas impressões, sentimentos e opiniões aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s