Quem não chora, não mama

Somos conseqüências do que vivemos. Tive que aprender a ser mais durona. O problema aparece, a gente reclama um pouco e daí “é bater a poeira, e sai da frente que atrás vem gente”. 

Com a separação tive que trocar o gáz, instalar o chuveiro, montar os armários, matar barata, sustentar os filhos sozinha. Não que tenha sido ou seja fácil, mas dá para encarar. 

A barra mesmo é estar sozinha para pensar em tudo. É não se permitir fraquejar. É não chorar. É ter nossos próprios projetos em segundo plano porque a vida exige dedicação total. É a falta de uma pessoa para ouvir como foi o dia… Não que eu tivesse isso em meu casamento, mas esse é assunto para outra postagem…. 

Depois da separação, pensei que não conseguiria mais chorar. Nem nos filmes eu chorava mais. Não tenho orgulho disso, mas confesso que em minhas raras recaídas, me sinto vulnerável. É uma sensação incômoda. 

Ontem, aprendi mais de uma lição. A primeira com meu filho e a segunda com meus amigos. Depois da postagem, muitos de vocês me procuraram. Postagem, e-mails e telefonemas me trouxeram um conforto e uma sensação muito boa de não estar sozinha. Cheia de gente querida ao redor. 

Se eu não tivesse compartilhado meus sentimentos com vocês, ninguém poderia descobrir como me sinto. 

MORAL DA HISTÓRIA: “Quem não chora, não mama.” E nem recebe mimos… E aos mais preocupados… Estou bem gente, só não tô a fim de brincar de Poliana! 

Tô gostando dessa história de blog. Agora eu sei que posso reclamar e tem um monte de colo para eu chorar. Não me abandonem!!!!!!!! 

Beijos e até amanhã

Anúncios

Seja você uma parte desse mosaico. Compartilhe suas impressões, sentimentos e opiniões aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s